terça-feira, 6 de julho de 2010

Voar ate SW Alentejano




Nem sei por onde começar. Dizem-me para começar pelo principio mas tambem dizem que no meio é que está a virtude. Em que é que ficamos?

Ora vejamos.
A inspiração ha dias que não aparece ou seja uma grade.
A escolha das fotos ja esta feita e são muitas.

Chegamos ao almograve para uma semana de pesca intensa para afogar as magoas de algumas grades do passado.
Se as informaçoes de peixe que andava pela zona trazia-nos esperança as condiçoes encontadas não eram as melhores. Aguas limpas e fraca ondulação dificultava o comprimento do objectivo. Sargos e Douradas durante o dia e Robalos ao cair da noite.
As marés de lua, marés com grande amplitude são muito ingratas nesta zona onde montamos o nosso quatel general.
Se por um lado a fraca ondulação e marés vazias com pouca agua permitem-nos pescar em pedras mais avançadas, essas mesmas marés rapidamente enchem expulsando-nos dos pesqueiros.
Com mais agua a pouca ondulação deixa de existir tornado as capturas impossiveis com aguas limpas.

Nos 3 primeiros dias pescamos em almograve em varios pesqueiros tendo sempre as mesmas condiçoes de pesca, aguas lusas e fraca ondulação

Fizemos 2 sessões de pesca por dia. Uma aos sargos durante o dia e á noite uma sinadela aos robalos.
O resultados foi fraco.
Os sargos sairam alguns mas poucos e de tamanho suficiente para uma refeição.
Robalos ao anoitecer muito poucos , do tamanho das amostras.

No quarto dia fomos ate ao malhão em busca das douradas. As condiçoes de pesca mantinham-se como em almograve excepto o vento que desta vez era moderado.

Neste dia tivemos a companhia do Miguel Soares dos Reis ao spinning mas mesmo assim nada.

No quinto dia com as condiçoes meterologicas a ficarem bastante desagradaveis decidimos regressar a casa aproveitando a parte da manhã para fazer um reconhecimento de uma nova area de pesca.

Deixo aqui as fotos para melhor ilustrarem esta semana de pesca intensa mas sem grandes resultados.

O nosso equipamento:




Canas de boia peão
Mario barros power strike 6mt
Cormoura corstrong 6mt

Canas boia caneta.
Hiro multiacção 7m
Hiro multiacção 6mt
Cana de chumbadinha
Shimano speedmaster 3 partes

Cana de spinning
Hiro bullet 3mt
Cormoura perfect 3m

Cana corrico
Cormoura maravilha 3.6m
Rio Mar . 3.90m

Carretos boia/spinning
Shimano twin power 4000fb

Carretos corrico
Quantum cabo 60
Tubertini Sirius 6000

Linhas spinning/ boia peaõ
Berkley fireline 0.15 verde
Berkley fireline preta/ Mario barros titanus 0.15

Linhas boia caneta
Colmic fenderel 0.25

Boias peaõ made in Pedro batalha
Boias caneta Mario Barros

Estralhos fluorcarbono Asso 0.25/assari 0.185/0.235/shimano 0.20
Anzois hayabusa nº 1 e 2





As nossas refeições,

1ª refeição




Uns sarguitos grelhados no carvão com batata cozida e salada

2ª refeição





Bifes de atum de cebolada com batata cozida e salada.

3ª refeição




Custoletas e entremeadas grelhadas com migas

4ª refeição

]



Image Hosted by ImageShack.us

Entradas . preceves

Custoletas de novilho com migas , salada

Algumas fotos das gaivotas que por ali andavam






Por do sol
Foi com pena que o mais lindo enterdecer não foi registado pela camara fotografica.
Fica este como lembrança


Pescaria
Esta é a unica foto de todas as pescas que fizemos.
Como foram fracas , esta foi tirada só para ilustar o relato.







Algumas fotos do Antonio











Almograve














Malhão




Um obrigado ao Antonio pela companhia nesta semana de ferias em conjunto

Um comentário:

Pedro Nunes disse...

Boas Ruben!
Ja vi k canas n vos faltaram, toda maneira kualidade e feitio...fome tambem n passaram :)
Concerteza foi uma boa semana, k ja ninguem vos tira, o k interessa é ir.
Belas paisagens e peskeiros, pois n conheço essa zona...
Saude