terça-feira, 24 de novembro de 2020

Pesca na Azoia



Para fugir aos Pesqueiros do costume do Litoral Sintrense somos até um local pouco frequentado.





Pesqueiro de maré vazia onde se pesca apenas nas primeiras horas de enchente. um pesqueiro que tem pedras avançadas e que partem o mar quando está forte. noutras circunstancias o mar é morto. 




Apesar de haver alguma ondulação o mar não mexia o suficiente para fazer daquele pesqueiro um bom local para se pescar naquele dia. 



Com a maré a encher o mar parou mais um pouco pelo que não apanhamos nada de jeito.


 Ficou na fotografia apenas um rascasso, Um belo peixe cheio de cor e de formas estranhas. Nunca tinha apanhado nenhum. 

Valeu pela beleza do local.  


f



Vamos ou não vamos? Sim vamos.



A vontade era tanta que mesmo com o mar parado fomos ao mar. 

AS aguas lusas levaram-nos a ir aos ouriços para tentar enganar uns sargos. 


Fomos, eu e o André,  para a Azóia na esperança de encontrar uma pedra onde o mar mexesse junto as pedras. caminhamos muito ate encontrar uma pedra com um pouco de movimento na agua. 


Ainda descemos ao pesqueiro mas a panorâmica de aguas paradas e completamente lusas tirou nos a vontade de pescar e lá regressamos a casa sem sequer  montar o material. 



 

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Caldeirada na Ribeira da Mata

Fica aqui o registo de uma caldeirada feita entre amigos há uns anitos.
 É com muito gosto que relembro este dia fantástico de convívio entre amigos e pessoas que gostam de pescar. 
 O local é fantástico como poderão ver pelas imagens.
Chegada pela calada da manhã o mar encontrava-se sereno 

O Pessoal começa os preparativos para o repasto junto ao mar. Caldeirada á Pescador.


Não falta nenhum ingrediente, está lá tudo como manda a lei. 


  







Enquanto uns prepararam a refeição outros foram fazer uns lançamentos.








Chegada a hora do repasto toda a gente se abeirou do tacho da Fantástica Caldeirada.













Ao lanche e para aproveitar o melhor da caldeirada, juntou-se uma massinha e hortelã da Ribeira e fez-se uma sopa maravilhosa. 







Depois da barriga cheia, houve quem tentar a sua sorte á Pesca com  as aguas claras
Peixe nem vê-lo.

A única coisa que ficava nas linhas eram as "Gaivinas"












Com o entardecer e o longo caminho que tínhamos pela frente, chegou a hora de arrumar e limpar tudo e voltar-mos a casa satisfeitos pelo dia fantástico que passamos.
  







Há momentos únicos e esta Caldeirada foi um deles.

 Como este convívio não houve outro igual.








quinta-feira, 17 de março de 2016

Pesca no Abano

Tendo ido ao encontro de uns primos que pescavam na zona dos Oitavos. O mar estava parado mas com boa cor e alguns sítios fazia uma branca, sinal que o mar rabuja com a ondulação. Quando lá cheguei já havia no balde 3 salemas e 1 cavala. Fiz a minha pesca ao tento pois as salemas estavam a comer fininho e teimavam em ficar no anzol. Lá consegui enganar 2 e uma tainha. No final o balde estava cheio de peixe com algumas salemas e bastantes cavalas para a época. Resize of abyn8 

 Pelas 14h30 na altura de vir embora apareceu um amigo dos meus primos que tinha visto no fórum que eu iria pescar para o Abano e no caminho reconheceu os carros e parou. Juntos fomos para o Abano e encontramos um pesqueiro que estava um Luxo. Bem tentamos a nossa sorte mas peixe de qualidade não apareceu apenas as salemas. Eram de bom porte mas devido a inexperiência do Luís no momento de içar elas ou partiam ou desferravam. Se tivesse tirado todas as salemas que ferrou tinha feito uma bonita pesca. Eu pelo contrario não as sentia e apenas tirei uma bela salema com a minha cana. Estive a experimentar a nova Tica Búfalo 5m do Luís e no primeiro lançamento tirei mais uma. Enquanto pesquei com a Tica senti muito peixe, mas ferrar esta quieto. O Luís levou para casa 3 salemas e um dia bem passado com vistas fantásticas e boa temperatura.

   

Já estava escuro quando regressamos a casa. Nesta pesca tive a Mafalda com a maquina fotográfica em punho que tirou umas boas fotos e fez uns excelentes vídeos em acção de pesca

. Resize of aaawf3

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Pesca na ADraga




 Combinamos uma pesca pela zona da Adraga. A época era de robalos e as condições  eram boas. 

O mar mexia as aguas bonitas mas algo claras nos remansos. 




Andamos pelas falésias da Adraga a selecionar o pesqueiro.




 A Pedra de Alvidrar já tinha gente e rumamos a outro pesqueiro conhecido por dar bons robalos. 





O caminho é manhoso e requer muito cuidado mas com destreza la chegamos. 





Bem tentamos a nossa sorte e nada.