quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Foram-se os grandes, ficaram as bogas



Fui ontem com o meu Mano Ruben ver o pesqueiro lá para os lados da praia das maçãs onde ele tinha encavado dois sargos no dia anterior.
O mar estava uma beleza.
Começámos a pescar e a engodar numa branca espectacular que prometia peixe graúdo.
Encostado às pedras ferrei um bom sargo que deveria andar perto de um quilo, mas que, por capricho dobrou uma esquina e partiu o estralho. Fiquei logo chateado com a pesca, mas não desisti. Lá fora havia boga com fartura e, se deixássemos correr a bóia era certinho que se apanhava logo uma.
Passada uma hora, o Ruben ferrou um peixe valente que devia ser sargo e que foi trabalhado até que prendeu nas pedras e "Bye, Bye"!
Entretanto a maré ia dando umas banhocas para refrescar o pessoal.
Já para o final da pesca ferrei eu um animal valente que deu uma luta brutal, e quando o Ruben tinha o xalavar pronto, eu vi que se tratava de uma bruta salema e percebi logo que não a ia tirar. Já estava a trabalhar o peixe há dois minutos e calculei que ela roesse o estralho. Dito e feito.
Foi-se embora!
E viémos nós embora também. Com quatro bogas para os gatos e um dia bem passado a tomar banho a cada onda.

Texto:Trakinas
Fotos Rubenroche

Nenhum comentário: